Arquivo | outubro, 2012

Canção do vento e da minha vida

22 out

Como minha semana será praticamente baseada em Manuel Bandeira, nada melhor do que a escolha de hoje ser um poema lindo dele para acalentar a noite.

“Canção do vento e da minha vida

O vento varria as folhas,
O vento varria os frutos,
O vento varria as flores…
      E a minha vida ficava
      Cada vez mais cheia
      De frutos, de flores, de folhas.

O vento varria as luzes,
O vento varria as músicas,
O vento varria os aromas…
      E a minha vida ficava
      Cada vez mais cheia
      De aromas, de estrelas, de cânticos.

O vento varria os sonhos
O vento varria as amizades…
O vento varria as mulheres.
      E a minha vida ficava
      Cada vez mais cheia
      De afetos e de mulheres.

O vento varria os meses
O vento varria os teus sorrisos…
O vento varria tudo!
      E a minha vida ficava
      Cada vez mais cheia
      De tudo.”

Que o vento varra essa semana logo!
Boa noite!